• MarineHabitat TheDig
  • MarineHabitat TheDig divingbell
  • MarineHabitat TheDig viewingwindow

PASSEIE PELA ESPLÊNDIDA EXIBIÇÃO DE VIDA MARINHA NO THE DIG

Existe apenas um lugar no mundo em que é possível embarcar numa jornada pelas ruas e túneis da fabulosa cidade perdida de Atlântida e ao mesmo tempo admirar incríveis exibições de vida marinha. Refletindo os túneis e vias do continente perdido, The Dig, em Paradise Island, oferece habitats para 100 venenosos peixes-leão, 500 piranhas, águas-vivas iridescentes e moreias de 1,80 metro. Há ambientes especiais para nove espécies de garoupas enormes. Além disso, separadamente, há “habitats preciosos” menores, onde vivem muitos peixes tropicais de cores brilhantes. Os hóspedes do resort devem planejar com antecedência e não perder o aquário com tanque repleto de conchas, estrelas-do-mar, ouriços-do-mar, pepinos-do-mar, caranguejos e caranguejos-ferradura, projetado para que os visitantes possam tocar e interagir com as espécies. É uma experiência única.

TheDig LobsterExhibit1

EXPOSIÇÃO DE LAGOSTAS

Antes usado pelos habitantes do Atlantis como área de descarte, este local agora foi ocupado pela lagosta (Panulirus argus) e sapatateiras (Scyllarides aequinoctialis). Esses habitantes dos recifes crescem com a muda de esqueleto. Isso ocorre quando sua casca, ou exoesqueleto, se solta e expõe a nova casca que se desenvolveu sob a anterior.

TheDig LionFishExhibit1

EXPOSIÇÃO DE PEIXES-LEÃO

Em local que já foi o final de uma rua principal, agora é o lar do peixe-leão (Pterois volitans), peixe-escorpião (Scorpaena plumieri) e o ouriço-rei (Diadema antillarum). Nativo dos Oceanos Índico e Pacífico, o peixe-leão tornou-se uma espécie invasora nas Bahamas, eliminando espécies nativas de peixes.

TheDig JewelTankExhibit

EXPOSIÇÃO DO TANQUE DE JOIAS

Os habitantes de Atlântida depositavam seus desejos por escrito nos orifícios da parede que fica atrás deste ícone antigo. Hoje, esses mesmos orifícios abrigam o bodião (Bodianus pulchellus) o peixe-anjo (Holacanthus ciliaris) e o peixe-soldado (Holacanthus tricolor).

TheDig GrouperExhibit

EXPOSIÇÃO DE GAROUPA

O mero (Epinephelus itajara) e a garoupa-de-Nassau (Epinephelus striatus) tornaram o que antes era parte de um laboratório o seu lar. O mero pode atingir mais de 2,40 m de comprimento e pesar mais de 362 kg. As garoupas reúnem-se anualmente em grandes números para desovar em terras ancestrais.

TheDig SeaHorseExhibit

EXPOSIÇÃO DE CAVALOS MARINHOS

Essa pequena câmara agora abriga nossa coleção de cavalos-marinhos, Hippocampus erectus. Ao reproduzir, a fêmea do cavalo-marinho deposita os ovos dentro de uma bolsa na base da cauda do macho. É o macho que carrega os filhotes até nascerem. O cavalo-marinho tornou-se uma espécie ameaçada por vários motivos, incluindo a perda de habitat.

TheDig ClownFish

EXPOSIÇÃO DE PEIXES-PALHAÇO

Popularizado pelo sucesso de bilheteria, Procurando Nemo, o peixe-palhaço (Amphiprion ocellaris) e anêmonas-do-mar (Condylactis gigantea) vivem no que seria uma sala de armazenamento que levava aos becos da Cidade de Atlântida.

TheDig JellyfishExhibit

EXPOSIÇÃO DE ÁGUAS-VIVAS

Acredita-se que essas duas salas sejam câmaras de armazenamento usadas para guardar documentos de navegação sensíveis à luz. É o ambiente perfeito para ver a água-viva (Chrysaora melanaster) e a medusa-da-lua (Aurelia aurita). Esses animais são compostos por 98% de água e não têm cérebro, sistema nervoso central nem olhos.

TheDig MoralEel Exhibit

EXPOSIÇÃO DE MOREIAS

Essa sala de armazenamento de vasos e urnas de Atlântida tornou-se o lar perfeito da moreia verde (Gymnothorax funebris). Na verdade, as moreias são peixes. A cor verde desses animais é produzida por uma camada de muco amarelo que cobre a pele azul escuro. Elas atingem o comprimento impressionante de 1,80 m.

TheDig PiranhaExhibit

EXPOSIÇÃO DE PIRANHAS

Essa câmara abobadada é onde os habitantes do Atlantis teriam armazenado seus tesouros e registros científicos. Ao contrário aos enredos dos filmes, as piranhas (Pygocentrus nattereri) não atacam à toa as pessoas e animais quando entram na água. Quando famintos, esses peixes costumam atacar animais fracos e machucados.

Informações acerca de THE DIG


 

Oferecemos sessões de alimentação diários para o gozo dos nossos hóspedes.

Pases diariós son necesarios para que huéspedes no Atlantis acceder a el Atlantis waterscape, Dolphin Cay, hábitat marino y de las playas. Los pases sólo están disponibles para huéspedes de nuestras empresas asociadas y residentes de las Bahamas, y pueden ser comprados - en una base limitada - en el escritorio de Atlantis Adventures localizado en la torre del reloj al frente de The Coral. Pases diaríos a Aquaventure, hábitat marino y las playas son gratuitos para los huéspedes de Comfort Suites Paradise Island y One&Only Ocean Club Resort Bahamas.

Para comprar un pase diarío huéspedes deben presentar una llave válida de hotel compañera, ID válido de una línea de crucero compañero o prueba de residencia de las Bahamas. Vea a empresas asociadas preferidos aquí.

Para reservar su pase diarío online, haga clic aquí


Pessoas menores de 18 anos devem estar acompanhadas por um adulto com mais de 18 anos.

 

HORÁRIO
Alimentação de peixes: Por favor, consulte o diário Atlantean para horários de sessões de alimentação.